SIMPLES NACIONAL 2018 - ATENÇÃO PARA AS NOVAS REGRAS



24/08/2017





O ano de 2018 ainda não chegou, mas vale à pena todo empresário analisar as consequências tributárias de sua empresa para o ano que vem, principalmente em relação à carga tributária nas empresas do Simples Nacional.

 

A Lei Complementar 155/2016 (14/12/2016) trouxe muitas alterações no Simples Nacional para vigorar à partir de 01/01/2018. Uma das alterações é a criação de novas tabelas de cálculo do imposto. Abaixo estão as tabelas que serão aplicadas em cada atividade.

 

O cálculo do imposto é bem diferente do modelo anterior e por consequência afeta muito nos resultados da empresa. A Terceirização Contábil aconselha todo empresário em fazer uma análise de como o tributo no Simples Nacional pode afetar o seu empreendimento em 2018.

 

Para uma análise com a Terceirização Contábil entre em contato conosco pelo telefone (11) 3124-1000 ou envie nos um email para faleconosco@terceirizacaocontabil.com.br

 

Equipe Terceirização Contábil

  

 

TABELAS DO SIMPLES NACIONAL (A PARTIR DE 01/01/2018)

 

Alíquotas Comércio

Receita Bruta em 12 Meses (em R$)

Alíquota

Valor a Deduzir (em R$)

1ª Faixa

Até 180.000,00

4,00%

-

2ª Faixa

De 180.000,01 a 360.000,00

7,30%

5.940,00

3ª Faixa

De 360.000,01 a 720.000,00

9,50%

13.860,00

4ª Faixa

De 720.000,01 a 1.800.000,00

10,70%

22.500,00

5ª Faixa

De 1.800.000,01 a 3.600.000,00

14,30%

87.300,00

6ª Faixa

De 3.600.000,01 a 4.800.000,00

19,00%

378.000,00

 

Alíquotas Indústria

Receita Bruta em 12 Meses (em R$)

Alíquota

Valor a Deduzir (em R$)

1ª Faixa

Até 180.000,00

4,50%

-

2ª Faixa

De 180.000,01 a 360.000,00

7,80%

5.940,00

3ª Faixa

De 360.000,01 a 720.000,00

10,00%

13.860,00

4ª Faixa

De 720.000,01 a 1.800.000,00

11,20%

22.500,00

5ª Faixa

De 1.800.000,01 a 3.600.000,00

14,70%

85.500,00

6ª Faixa

De 3.600.000,01 a 4.800.000,00

30,00%

720.000,00

 

Alíquotas locação de bens móveis e de prestação de serviços não relacionados no § 5°-C do art. 18 da LC 155/2016

Receita Bruta em 12 Meses (em R$)

Alíquota

Valor a Deduzir (em R$)

1ª Faixa

Até 180.000,00

6,00%

-

2ª Faixa

De 180.000,01 a 360.000,00

11,20%

9.360,00

3ª Faixa

De 360.000,01 a 720.000,00

13,50%

17.640,00

4ª Faixa

De 720.000,01 a 1.800.000,00

16,00%

35.640,00

5ª Faixa

De 1.800.000,01 a 3.600.000,00

21,00%

125.640,00

6ª Faixa

De 3.600.000,01 a 4.800.000,00

33,00%

648.000,00

 

Alíquotas prestação de serviços relacionados no § 5°-C do art. 18 da LC 155/2016

Receita Bruta em 12 Meses (em R$)

Alíquota

Valor a Deduzir (em R$)

1ª Faixa

Até 180.000,00

4,50%

-

2ª Faixa

De 180.000,01 a 360.000,00

9,00%

8.100,00

3ª Faixa

De 360.000,01 a 720.000,00

10,20%

12.420,00

4ª Faixa

De 720.000,01 a 1.800.000,00

14,00%

39.780,00

5ª Faixa

De 1.800.000,01 a 3.600.000,00

22,00%

183.780,00

6ª Faixa

De 3.600.000,01 a 4.800.000,00

33,00%

828.000,00

 

Alíquotas prestação de serviços relacionados no § 5°-I do art. 18 da LC 155/2016

Receita Bruta em 12 Meses (em R$)

Alíquota

Valor a Deduzir (em R$)

1ª Faixa

Até 180.000,00

15,50%

-

2ª Faixa

De 180.000,01 a 360.000,00

18,00%

4.500,00

3ª Faixa

De 360.000,01 a 720.000,00

19,50%

9.900,00

4ª Faixa

De 720.000,01 a 1.800.000,00

20,50%

17.100,00

5ª Faixa

De 1.800.000,01 a 3.600.000,00

23,00%

62.100,00

6ª Faixa

De 3.600.000,01 a 4.800.000,00

30,50%

540.000,00

 

 

 




Deixar de pagar imposto declarado não é crime fiscal, é inadimplência, decide STJ
Optantes pelo Simples Nacional podem aderir ao Parcelamento Especial de débitos (PERT)
A Partir de Julho Todas as Empresas Com Funcionários Estarão Obrigadas ao eSocial
Psicólogo, será que você deve abrir uma empresa (CNPJ)?
Autorizada cobrança de contribuição sindical mesmo após reforma trabalhista


Mídia Marketing - 2013
Setor de Programação